You are here

O que é o Fator de Conversão?

De acordo com o Regulamento das Relações Comerciais, publicado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos - ERSE, os consumos de eletricidade e gás natural são faturados de acordo com uma unidade de medida comum, o quilowatt-hora (kWh).

Esta medida corresponde à potência multiplicada pelo tempo de utilização. Assim, 1kWh corresponde à quantidade de energia necessária para alimentar um aparelho com 1.000W de potência durante o período de 1 hora.

Enquanto o contador da eletricidade apresenta já esta medida, a leitura do contador do gás natural é efetuada em metros cúbicos (m3), devendo este valor ser posteriormente convertido em kWh.

 

Como é que esta conversão é efetuada?

O cálculo do consumo em kWh é dado pelo consumo medido em m3 multiplicado pelo fator de conversão. Este fator de conversão é calculado pela multiplicação do Poder Calorífico Superior do gás natural (PCS), Fator de correção da temperatura (Fct) e pelo Fator de correção da pressão (Fcp), ou seja:

Consumo (kWh) = Consumo (m3) x Fator de Conversão

Fator de Conversão (m3 para kWh) = PCS x Fct x Fcp

Em que:

  • PCS = Valor correspondente à média aritmética dos valores de PCS mensal, relativos a todos os meses já concluídos e englobados no período de faturação. Os valores de PCS mensal são determinados pela média aritmética dos valores de PCS diário correspondentes disponibilizados pelo Operador de Rede de Transporte. Todos os valores de PCS são publicados em condições Normal de pressão e temperatura (P=1.013,25 Pa e T=0ºC);
  • Fct = Fator de correção por temperatura é necessário devido ao facto do gás ser distribuído a uma temperatura diferente da temperatura de referência do PCS (0ºC). Este fator é calculado pela fórmula 273,15/(273,15+Tgás) em que Tgás corresponde à temperatura média, em ºC, da zona de distribuição onde se situa a instalação. Tgás está disponível no site do seu Distribuidor.
  • Fcp = Fator de correção da pressão é necessário devido ao facto do gás ser entregue na instalação do Cliente a uma pressão diferente da pressão de referência do PCS (pressão relativa de 0 Pa). Este fator é calculado pela fórmula (Pr+1.013,25)/1.013,25, em que Pr é a pressão relativa de fornecimento em mbar. Pr é indicada na fatura.

Este artigo foi-lhe útil?

  • 132
  • 196

Se ainda tem dúvidas, contacte-nos.